quarta-feira, 22 de julho de 2009

Socorro! Pega o ladrão!!!

Usuários do Gmail, atenção! Cada mensagem que você escreve é lida por alguém real ou virtual interessado em saber tudo sobre você. Suas mensagens são literalmente bisbilhotadas.

Como descobri isso? Recebi um e-mail de Thomaz Favaro, repórter da Veja, que me contactou por conta de um filme que fiz com Mariza Leão no Rio Amazonas. Ele me encontrou - não sei como, visto que sou fiel usuário da pequena grande Visualnet - por intermédio de uma conta do Gmail que pouco uso.

Começamos a conversar por mensagens eletrônicas e passei algumas informações sobre Manaus, Belém, Santarém, Breves e outras cidades amazônicas. De repente, para meu espanto, vejo na página do Gmail a seguinte publicidade: "PASSAGENS TAM PARA BELÉM...". Como assim?! Tem alguém escutando minhas conversas??!!



Então, só de brincadeira, comecei a enviar mensagens, primeiro para Mariana e depois para mim mesmo, com os temas mais bizarros e esdrúxulos. E a publicidade continuava positiva e operante.

Eu escrevi perfume. Ela, a máquina, respondeu "Perfumes Importados - www.levataperfumes.com.br."
Escrevi Ranato Gaúcho, a resposta foi "Camisas do Flu R$ 69,90."
Para sexo, "Quer uma namorada?"
Por aí foi e continuaria ad eternum se eu quisesse. Confesso que achei a brincadeira divertida. Experimentem.



Mas, falando sério, tudo que escrevemos é lido, interpretado e retorna em forma de uma propaganda qualquer, de um produto que tenha relação com o conteúdo de nossas mensagens. Com que direito? Nossas mensagens não são particulares? Uma carta eletrônica não tem o mesmo sigilo de uma carta convencional?

Não sei, não, mas acho que tem um ovo de serpente por trás disso tudo. Esse é trabalho (trabalho?) de um robô que sabemos estar ali. E os outros robôs invisíveis que estão a fuçar nossas confidências? Imaginem então para quantos propósitos essas interpretações podem ser utilizadas.

Há muitos anos sou usuário da Visualnet, do meu grande amigo Renato Padovani. Para quem não sabe, a Visualnet é um dos primeiros provedores de acesso do Rio de Janeiro, que começou pequeno e com grande potencial de crescimento, no melhor estilo visionário e futurista do Padova. Mas então surgiram os tubarões que começaram a invadir nossa praia: primeiro UOL, Terra, AOL e outros; depois os gratuitos BOL, Yahoo, Gmail, etc. Hoje, a querida Visualnet continua de pé, porém se equilibrando pra não cair. Contudo, mais do que nunca, é preciso que exista os pequenos nessa terra de gigantes.

9 comentários:

Denise disse...

marcelo, todos nós do gmail já sabemos disso há tempos. eu me preocupava no início... agora, relaxei. se vier um governo de exceção, tô lascada. mas é coisa pro futuro. eles lêem palavras avulso. como deve acontecer em várias redes. se escrever obama, bin laden, terrorismo, maconha... é, deus te vê. deus te vê. bjs

Marcelo Laffitte disse...

Denise,
uma das mensagens que enviei foi:
"Ok. Quero comprar os 15 quilos de cocaína que seu amigo disse que tem.
Ainda não paguei as 8 toneladas de maconha porque minha avó ainda não vendeu tudo. Mas amanhã eu pago.
Não gostei da última remessa de crack porque os saquinhos não vieram com a cara do Obama."

Já estou esperando a Federal e a Sétima Cavalaria.

bjs,

FERRO disse...

muito bom.. hahaha
abços..

Denise disse...

risos. muitos. e o que te tentaram vender? algemas? tu vai ser preso assim, sô! tô brincando, mas acho bom as pessoas discutirem isso. bombardear de propaganda é fichinha perto do que esses caras podem fazer. mas quando comecei no gmail falava com um, nada. com outro, nada. ele é tão rápido e eficiente... mas que já sabem da minha vida toda, isso já sabem... mas ninguém bateu aqui em casa ainda. só ficam me oferecendo coisas... por enquanto, ai que meda!

Marcelo Laffitte disse...

Denise,
Nesse e-mail das drogas eles fingiram não estavam vendo nada.
A propaganda foi: "Blog Notícias | Geek.com.br - Apple e RIM tem marketshare mais rentável no mercado de celulares."

Ops! Pensando melhor, eles sabem que os celulares dos traficantes são muito mais eficientes que suas metralhadoras, não é, não? Esses robôs são muito perspicazes.

ReBrito disse...

entao escuta essa:
existem programas de hackers espiões que se instalam no seu computador e descobrem as suas senhas.. outro ativa a sua web cam sem você perceber e vc passa a ser observado sei la por quem.. não existe mais privacidade no mundo depois da tecnologia digital e da internet! mantenha seu anti-virus sempre atualizado, e "sorria vc ta sendo filmado, sorria vc ta sendo oberservado, sorria vc ta sendo contolado..." (musica do gabriel pensador) AbraçoS. Renata

Marcelo Laffitte disse...

Oi, Renata.

Essa legião de hackers é o braço cibernético de Lúcifer. E os anti-vírus e firewalls são nossas cruzes, pencas de alho e água benta. Então, vade retro, satanás.

Mas a espionagem por nós consentida (alguém lê o tal Termo de Uso) é o que me incomoda. Ainda bem que não uso esse Gmail para assuntos profissionais e pessoais; só para esse blog e para a divulgação do Elvis'e'Madona.

bjs,

rodrigodearaujo disse...

É preciso que os menores permaneçam sim, mas pense que até mesmo os grandes hoje começam a sofrer.

Digo isto, pois em algumas localidades já é possível o acesso gratuito às redes Wireless de forma relativamente segura e gratuita. Em alguns países o serviço é oferecido pelo governo e o Brasil já possui projeto semelhante.

Isto indica que futuramente os provedores de acesso viverão exclusivamente do que há alguns anos já passaram a se dedicar: o provimento de conteúdo.

Conteúdo! este é o X da questão. A Internet está evoluindo para algo sem controle. Em seus primórdios, as ferramentas de busca listavam por diretórios, tudo bastante organizado, como em um índice imparcial.

Hoje, os primeiros links que aparecem quando se realiza uma pesquisa, são aqueles que de uma forma ou de outra, se dedicaram a alguma estratégia de CEO Marketing ou ainda, pagaram para que fossem listados de forma prioritária.

A privacidade está cada vez menor.

Está difícil gerir o próprio conteúdo. Você escreve em um lugar e sem que você perceba, a mensagem pode ter sido reproduzida automaticamente em outro canal por força de contrato entre veículos de mídia eletrônica, muitas vezes convergentes, contratos estes muitas vezes ignorados pelos usuários. Descobri isto ao postar no Twitter e ver o meu post no perfil do Windows Live.

A prepotência da Google é tão grande, que "A missão da Google é organizar toda a informação do mundo", representando assim uma espécie de oráculo.

Sugiro a leitura da entrevista dada por Nelson Mattos da Google:

http://www.sembrasil.com.br/entrevistas/a-missao-da-google-e-organizar-toda-a-informacao-do-mundo-diz-nelson-mattos.html

Ou seja: eles se sentem no direito de implantar filtros e vasculhar de forma automática o e-mail de seus usuários para fins publicitários (e sabe-se lá quais outros eles podem julgar necessários para esta tarefa colossal).

Eu também já havia percebido isto e é bom que se tenha alertado sobre o fato através do blog.

Lo disse...

Eu também já havia descoberto essa espionagem, e como a colega, me preocupei mais no início, depois me acostumei e até já cliquei ali algumas vezes. Hoje em dia, o que mais me incomoda é que a maior frequência das propagandas é de um site de auto-ajuda que me pergunta: "você é feliz?". Tenho medo de não estar sendo feliz o suficiente diante dos olhos robóticos deste espião.